domingo, 25 de fevereiro de 2018

O poder e a glória Graham Greene

Frases do  romance
 O poder e a glória de Graham Green


Desprezo e segurança esperavam por ele no cais
Era como um sedutor coro de anjos tivesse se retirado silenciosamente deixado apenas vozes de criança cantarolando uma melodia de esperança
Os besouros explodiam no lampião e se arrastavam com as asas quebradas pelo chão de pedra
Ele se tornara como um fantasma
Uma porção de ar assustado
Seu rosto queimado de sol era como um mapa de uma região montanhosa com dois pequenos lagos azuis que eram os seus olhos
Ela carregava suas responsabilidades como peças de louças finas através do quintal quente
O demônio já começava a se apoderar do México

o lábio pendurado de um queixo fraco
a falsa candura de olhos francos demais

disse baixinho piscando os olhos molhados

tentou juntar todo o seu rancor numa cuspa rada que atirou no rosto do outro

a chuva caia como estivesse cravando pregos numa tampa de caixão

a rotina da sua vida rompeu se como um dique

a felicidade está morta outra vez
antes que tivesse conseguido respirar

um poeta é a alma deste país disse o mendigo


Nenhum comentário: