sexta-feira, 3 de junho de 2011

Bailarina






Alva flor do mais puro encanto
leveza, prazer, acalanto
fascínio, graciosidade
e pra tanto
ritual de reverente espanto

 maviosa bailarina
és brisa a produzir com ternura
mosaicos e enredos pro amor
és mel no meu dissabor

esvoaçante
quão linda menina
bela imagem
confeita em rima

és flutuante bailarina
na graça
e no deslumbramento em volteios
sissones, piruetas, meneios
no tablado
de um coração prisioneiro

aplausos, assovios, mil vozes
sob suave vôo
quão bela
nivea borboleta
de sapatilha amarela
tão brilhante
no balé quebra-nozes

és sopro nas cores do amor
és mel no meu dissabor
esvoaçante quão linda menina
és suave bailarina.

 Que jóias a trouxeram
do mar profundo?
Arraias de cetim, as flores das estrelas
 o mel do mundo?

A dançar o amor

somente o amor


em meus 

submundos



maviosa bailarina
amar-te
é mesmo minha sina? 




                                                                  

             


                                                               F






DAVI CARTES ALVES










6 comentários:

Thays disse...

... vontade de sair dançando...

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.