domingo, 21 de outubro de 2007

DESILUSÃO

Enjeitada e desiludida
com seu grande amor,
o besouro Zenão
a baratinha, cabisbaixa, taciturna
tomou uma surpreendente decisão

vestiu um colete a prova de balas,
colocou uma venda nos olhos,
e resoluta, tomou firme decisão,
atravessar o galinheiro

moral da história:

insistirmos num amor
não correspondido
é prepararmos o coração
para empreender
uma travessia similar




davicartes@gmail.com

Um comentário:

Mel disse...

Com os dias vividos adquirimos experiencia,passamos a confiar desconfiando e ate os amores nos ensinam que ha perigos por todos os lados. Essa baratinha cega de amor, te rendeu um inteligente poema. Beijos, poeta d`alma!